Porque o gosto pelo que leio surpreende-me.

.posts recentes

. Lar Doce Lar

. Luz na Neve de Anita Shre...

. A Estrela de Danielle Ste...

. Escritores que...

. A Viagem

. Casamento de Conveniência...

. Papisa Joana

. A Música das Borboletas

. O Maléfico

. O Quarto Mágico

.arquivos

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

A Estrela de Danielle Steel


Sinopse: No casamento da irmã, crystal, a filha mais nova da influente família Wyatt, apaixona-se perdidamente por Spencer Hill, um belo capitão, entretanto desmobilizado e estudante de direito da universidade de Stanford. Contudo, Crystal tem apenas 16 anos, enquanto que o atraente futuro advogado tem vinte e sete. esta diferença de idades não permite que se concretize a paixão avassaladora que leram nos olhos um do outro.

Seguem assim caminhos diferentes, adiando o que o destino lhes tinha reservado, mas nunca esquecendo que talvez um dia...

Mais tarde, a divina Crystal, após ter sido violada pelo cunhado, decide fugir da realidade atroz que a circundava e enveredar pelo caminho das estrelas de cinema. Enquanto Spencer Hill se encontra preso num casamento infeliz."

 

Opinião:

Nem é dos melhores livros que li nem dos piores. Tem uma escrita simples e é uma história que é facilmente compreendida.

Depois de ler a Viagem da mesma escritora senti que a escrita era um pouco repetitiva, com as mesmas descrições e com personagens parecidas. No entanto, é um livro que aborda novamente um tema interessante, mas que está interligado ao livro que li anteriormente. Violação, fama, dinheiro, maus tratos, poder são os temas centrais.

O que muda é a história de amor, neste livro ela está muito mais salientada, e dá-se muito mais importância ao que as personagens sentem. Passamos a conhecer duas vidas que se separam e seguem caminhos diferentes, mas que se cruzam algumas vezes e nesses momentos o amor das duas personagens torna-se cada vez maior.

Localizando a história no tempo, inicia-se com o fim da Guerra dos Estados Unidos da América com o Japão e termina com a morte do presidente Kennedy!

tags:

publicado por dianaemanias às 00:29

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011

Escritores que...

Existem escritores de que não gosto por nada!
Só oiço falar bem, e existem criticas sempre tão positivas, sinto que devo ser uma ave rara.
Dedico este post a três escritores que não me fascinam, e não me inspiram desejo de ler qualquer que seja o livro. Talvez por experiências pouco agradáveis.
Primeiro tentei ler o livro Laços que Perduram de Nicholas Sparks e sinceramente.... não terminei o livro porque achei que não era interessante e que não valia o tempo que estava a despender.
Para mal dos meus pecados, achei que se visse um filme baseado numa obra dele que talvez o desejo de o ler desperta-se o meu interesse. Mas ainda foi pior... depois de assistir ao filme Palavras que nunca te direi decidi esquecer a ideia. Não consegui ver a última meia hora do filme... era bastante maçador.
Peço desculpa aos fãs do escritor.
Outra desilusão foi a Margarida Rebelo Pinto, nunca mais leio um livro dela. Ao contrário de Nicholas Sparks li Onde Reside o Amor até ao fim, no entanto, não gostei e não tenho vontade de repetir a leitura.
E mais uma vez, porque gostos são gostos, peço desculpa aos fãs.
Por fim, Paulo Coelho. Adoro brasileiros e o meu namorado até o é, mas este acho que escreve sempre sobre o mesmo, e adora escrever sobre sexo. Há temas no mundo que são muito mais importantes.
Desculpem as criticas aos escritores que tanto são falados, apreciados, que são reconhecidos e adorados por tantos leitores


publicado por dianaemanias às 02:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

A Viagem

Antes de mais nada tenho a afirmar que fiquei assustadissima no inicio deste livro, como puderam ver o livro que li anteriormente era da escritora Madeline Hunter, e desta vez optei por experimentar um livro de Danielle Steel.
O que me assustou foi que dez minutos depois de ter acabado o livro que estava a ler, resolvi ler o primeiro capitulo da Viagem, e deparei-me com a personagem principal, que tinha o seguinte nome : Madeleine Hunter!
Isto à 1h da manha, comecei logo a raciocinar mal. É impressionante como as coisas acontecem, de uma forma tão engraçada. Mas devido a este facto e principalmente à forma como o livro está escrito, à história e à personalidade de cada personagem, fiquei presa ao livro a noite toda. Às 8h da manha decidi, finalmente, fazer uma pausa de 4h.
Fiquei presa à história triste da personagem. Da sua infância, que não o foi, da sua adolescência repleta de maus tratos, o seu envolvimento com Jack, que mais tarde se tornou marido e patrão de Maddy, e o que viera a perceber, com os anos, que continuava a sofrer de maus tratos.
É uma história muito bem caracterizada que se identifica com centenas de mulheres espalhadas por todo o mundo!

 

 

Mais uma vez... aconselho a ler!
tags:

publicado por dianaemanias às 01:15

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

Casamento de Conveniência

É um livro óptimo para quem gosta de romances históricos.


Sinopse: Lady Christiana Fitzwaryn está apaixonada. Infelizmente, o seu futuro marido não é o homem dos seus sonhos mas sim um perfeito desconhecido, com quem o próprio rei Eduardo negociou o enlace. Sobre este homem, Christiana apenas sabe tratar-se de um mero mercador plebeu. Não estava, pois, preparada para o primeiro encontro: David de Abyndon revela ter um carisma extraordinário e nutre uma indiferença desconcertante em relação ao estatuto social dela. Para sua grande surpresa, é a aristocrata quem se sente perturbada na presença daquele homem enigmático.

Opinião: é um livro muito bem estruturado, com um vocabulário muito acessível e uma história estonteante.
É o primeiro livro de Madeline Hunter que tive a oportunidade de ler, e considero que fiz uma boa escolha.
O romance não se baseia somente na história do casal, mas nas intrigas e traições no reinado de Eduardo de Inglaterra.
Adorei o livro e aconselho, porque sou amante de romances históricos. E cada vez mais.

Estou a ler: A Viagem de Danielle Steel


publicado por dianaemanias às 16:28

link do post | comentar | favorito
|

Papisa Joana

Mais um livro! Mas não apenas mais um!
É um livro bastante interessante. Sempre tive curiosidade na história da igreja católica e na história de Roma. É bom ler um pouco sobre ambas e no terminar da leitura pensar: com este livro aprendi muita coisa!
Donna Woolfolk Cross, descreve um mito, ou talvez não, da existência de uma mulher na história dos Papas. É fantástico como ela o consegue fazer. Joana viveu no século IX, nessa altura as mulheres não tinham qualquer importância para a sociedade, só existiam para dar continuidade à raça humana. Joana era diferente das outras mulheres, desde muito nova desenvolveu o gosto pelo conhecimento, aprendendo a ler e a escrever. Não querendo estagnar no que diz respeito ao conhecimento, decidiu fugir, roubando a identidade do irmão João, e procurar num convento de monges tudo aquilo de que precisava. Mas foi mais longe, depois do convento, Roma seria o seu próximo destino. Sem se aperceber foi ganhando a confiança dos bispos de Roma e do povo, devido às suas boas obras. Os anos passaram-se e Joana cresceu tanto que se tornou Papa.
Cross, relata ainda, a existência de um romance entre Joana e Geraldo.
É um livro fantástico baseado numa história, para uns, mítica, para outros, verídica!
Consigo acreditar que é mais do que um mito, pois a igreja católica esconde segredos que, para muitos, são dificeis de imaginar!
Parabéns Donna !
Um livro fantástico, que foi adaptado para o cinema e esteve nas salas Lusomundo em Setembro de 2010, e do qual não tive conhecimento... infelizmente!


publicado por dianaemanias às 16:27

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A Música das Borboletas

Venho actualizar as minhas leituras, não sei o porquê de escrever sobre o que leio, mas é algo que me deixa muito realizada, e peço desculpa a quem não gosta.
Há uns tempos decidi ler o Nómada de Stephenie Meyer, pois é, já há algum tempo que o queria ler, porque ainda antes do aparecimento do filme Crepúsculo eu já conhecia o enredo todo! E não fui apanhada pela febre Saga Twilight! Como gostava dos livros da escritora fiquei com vontade de ler mais um... mas só agora consegui, ou não. Não sei... é um livro... muito chato de se ler. Sinceramente, fartei-me nas 30 primeiras páginas e devolvi ao dono! É imaginação a mais que na minha perspectiva... torna-se um pouco absurdo. E eu gosto de livros virados para o fantástico. Mas este... não me cativa! Peço desculpa aos admiradores da escritora mas ela, para mim, perdeu muito com o livro. Mas não posso falar muito, não fui capaz de ler o livro até ao fim.
Mas agora falando de leituras mais felizes: Alguém já leu a Música das Borboletas de Rachael King? Adorei! Fiquei presa uma noite inteira às páginas daquele livro. A sua escrita é fantástica. Passa-se no ano de 1903, e conta a história de um coleccionador de borboletas inglês, Thomas, que parte para a Amazónia em busca de uma borboleta que nunca foi encontrada, na qual pretende pôr o nome da sua amada mulher, Shophie. No entanto, o que ele encontra é um mundo vil, sem coração e sentimentos. Onde a escravatura ainda não terminou. É um livro que desvenda mistérios e que no fundo tem algo de verídico. Não deixem de ler. É fantástico.
Agora fico-me pelo livro A Papisa Joana.


publicado por dianaemanias às 16:22

link do post | comentar | favorito
|

O Maléfico



Hoje, depois de ler um segundo livro de Nora, O Maléfico, completamente diferente do primeiro, não posso deixar de dizer que fiquei bastante surpreendida. É um livro um pouco bizarro, é verdade. Mas dá-nos a conhecer um pouco do mundo das seitas, e tudo o que elas escondem. Não que seja a favor desse tipo de coisas, muito pelo contrário. E o livro mostra o lado negro da seita, não transparecendo o que é positivo. Mas será que há algo positivo nisto? Pessoas que matam, violam, roubam.Não, não há! Há somente fanáticos que vão por caminhos mais fáceis com o objectivo de ganhar poder.
O que mais me faz confusão, é que estas coisas vão para além de simples páginas, realmente existem e tal e qual como é descrito.
Bem... o que interessa é que aconselho a ler. É bom saber o que se passa pelo mundo e saber do que nos devemos afastar!

tags:

publicado por dianaemanias às 16:04

link do post | comentar | favorito
|

O Quarto Mágico

Depois de uma leitura cheia de assassinos, mortes, sangue, medo, voltei aos romances cheios de fantasia!
Foi um pouco estranho transportar-me de um mundo tão agressivo para um tão romântico e doce.
Doce porquê? Bem... Ao contrário de Kathy Reichs, Sarah Addison Allen leva-nos para o fantástico, o maravilhoso e vai intercalando com a realidade. As suas personagens são reais e vivem os problemas a que todos estamos sujeitos. A sua escrita é doce e muito completa.
Já li dois dos seus livros, Jardim Encantado, onde a história está centrada no mistério de uma árvore. Este último que li, O Quarto Mágico, descreve docemente, a história de três personagens femininas, Josey, Della Lee e Chloe, todas com um segredo que será desvendado ao longo do livro. São mulheres diferentes, que se conhecem mas que na realidade são mais do que amigas, o que faz com que a sua ligação seja maior do que se espera. Josey é apaixonada pelo carteiro, Adam, desde que o conhece, no entanto é uma rapariga que se fecha no seu mundo e dedica toda a sua vida à mãe. No momento em que conhece Della Lee, uma mulher que se esconde no roupeiro de Josey, a sua vida começa a ganhar cor. Através de Della, conhece Chloe, uma mulher que vive um drama no seu relacionamento com Jake. Choe é uma mulher forte mas sempre abdicou do seu espaço para fazer Jake feliz. Esconde um segredo desde os seus 12 anos, é perseguida por livros sempre que necessita de uma ajuda.
Mais uma vês aconselho.
Estou desejosa para ler o Feitiço da Lua.

tags:

publicado por dianaemanias às 16:00

link do post | comentar | favorito
|

Cadáveres Inocentes

Sempre fui viciada em romances e ainda o sou! Desta vez optem por experimentar um novo estilo! E que tal policial? Pois é! Surpreendeu-me bastante. Inicialmente senti que não estava no meu mundo de leitura e devido às ideias preconcebidas foi bastante difícil
tomar atenção ao texto. Mas com o desenrolar da história, fiquei presa às páginas de suspense e mistério. Talvez a escritora que escolhi, para esta nova aventura, seja uma das melhores na sua área. Kathy Reichs é um óptima escolha, uma escritora fantástica! Gostei e talvez volte a ler um livro dela.

O livro que li foi Cadáveres Inocentes e aconselho vivamente. Muito resumidamente a história passa-se na Carolina do Norte, de volta de uma personagem, Temperance, uma antropóloga forense que terá de resolver vários crimes ao me

smo tempo, até se aperceber que todos eles estão interligados a uma seita um pouco estranha.

tags:

publicado por dianaemanias às 15:57

link do post | comentar | favorito
|

Amante de Sonho

Depois do livro de Nora Roberts, foi a vez de explorar a escrita de Sherrilyn Kenyon, nome que dificilmente irei pronunciar devidamente. No inicio, não estava a apreciar muito, mas por estranho que pareça, isso acontece-me diversas vezes. Estava a ficar desiludida com a escritora, parecia-me apenas um livro sobre sexo, luxuria, e politeísmo. Mas fui surpreendida, é um livro histórico, com uma trama bem explorada e uma história de amor que vai além da beleza exterior e do desejo carnal. Está presente ao longo da obra o sentido de humor, a ironia, a tristeza, o medo. Um conjunto de sentimentos que se encaixam perfeitamente um nos outros, através do dom da escritora.


O livro:
No século II A.C, Julian da Macedónia, filho de Afrodite e de um terrestre foi abandonado pelos deuses no seu nascimento enviando-o para o seu pai. Amaldiçoado pela mãe, ninguém o poderia amar, pelo menos na sua primeira vida. Ao mesmo tempo, for
a protegido por Afrodite sempre que se dirigia para as frentes das batalhas espartanas, nunca saía magoado de uma guerra. Mas sem saber disto, sentia-se realmente abandonado, não tinha quem o amasse, nem a própria família.
Atena, deusa da guerra, elegeu Julian como o seu guerreiro, o que despertou no meio-irmão do espartano, Príapo, um deus mais pequeno, a inveja. Este sentimento fez com que este último amaldiçoasse o irmão para toda a eternidade, aprisionando-o num livro como um escravo de amor, que sempre que fosse invocado por uma mulher seria apenas isso, um escravo dos seus desejos mais íntimos.
Em 2002, Grace, já um bocadinho bêbeda, deixa-se levar pelas maluquices da amiga, e invoca Julian, mas algo diferente surpreende o espartano, Grace não o queria como escravo de amor. Queria mudar o destino de Julian, acabando por ficarem apaixonados , fazem de tudo para quebrar a maldição que o prendeu num livro durante 2 milénios!

 

Tenho ainda a dizer que é o primeiro livro de uma Saga que não se sabe quando chegará ao fim!


publicado por dianaemanias às 15:54

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds